Sábado, 28 de Fevereiro de 2004

Seppuku

No Japão feudal, um Samurai não poderia viver com a vergonha da derrota, para manter a sua honra procederia ao ritual entitulado como Seppuku.
A Seppuku consistia em com uma faca abrir a barriga de ponta a ponta e aguardar a morte, o Samurai poderia solicitar ajuda de um amigo ou familiar, ajuda essa que consistiria no seu decapitamento após findado este processo de modo a não sentir a dor da morte.
Na minha juventude ponderava tal como uma palermice... como um método arcaico... Hoje? Hoje acho que era um dos rituais japoneses mais saibos. Sempre adorei o Japão feudal, ainda hoje tento aprender a falar japonês (Watashi Ookami Kuroi Desu), mas com o passar dos anos admiro mais essa cultura.
A vida não corre sempre de feição, mas o que fazer quando nos sentimos completamente derrotados, apenas impulsionados pela corrente da maré? Cada vez que estou em casa olho as minhas recém adquiridas Katanas e penso na honra perdida deste Samurai fictício e a Seppuku apresenta-se-me como uma benção e como a paz.
O facto é que estou farto de guerrear contra as probabilidades, de ser integro e de estar sempre no fim da cadeia alimentar... Nem em Deus acredito para procurar iluminação ou apoio ( lol ).

“That which does not kill us, makes us stronger”

Até que ponto amigo Nietzche?

Posted por Lobo Mau às 04:51
| Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2004

Ébrio ou IN VINO VERITAS

São cinco da matina, e venho agora da noitada no Status na Expo... O alcool corre nas minhas veias como o meu sangue, sei o que escrevo por aqui mas as teclas estão turvas e ops pensamentos claros... Voltei a falhar no que me propus... Enfim nada a fazer, o caminh procegue...
Acabei de ler os comentários dos meus amigos acerca do meu post anterior e tenho as lagrimas nos olhos... Todos acreditam em mim excepto eu... Como ando mal...
A minha Musa está-me inalcançavel e é tempo de o admitir a mim mesmo... Nasci um palerma de bom coração e de inteligençia razoavel e como tal nada atractivo... Que fazer? Nada, viver o meu dia-dia até os meus dias estarem terminados e a MORTE me vier buscar... E como anseio por ela... Dar-me-á a paz que procuro á tanto, mas no entanto sou cobarde para a procurar...
Perdoem-me os meus amigos mas tou farto desta minha existebçia em sombras e escuridão... Tou farto de viver só e de caminhar com o peso de bem aconselhar os outros e de nada conseguir para mim...
Talvez seja este o meu ultimo post... Este blog de pouco me serve para ser sincero...
Talvez até á proxima e acreditem... Foi um prazer para aqui escrever...
Embora ébrio posso dize-lo... Após todos estes anos ainda te amo minha MUSA.. Só tu me completas-te o meu ser... Talvez... Talvez... Um dia tenha a coragem...

ADEUS

Posted por Lobo Mau às 21:18
| Comentar | Adicionar aos favoritos

Ainda


Long gone is now the time when I thought life was beautifull...
Não costumo ser uma pessoa depressiva, melancolica e nostalgica talvez, mas nunca depressiva. No entanto estes ultimos meses da minha vida viram trazer-me novidades, vieram introduzir novos pensamentos no meu ser e nossas sensações no meu dia-dia...
Cheguei á conclusão que quando as coisas nao pareçem correr bem, é porque concerteza não estão a correr dessa forma. Planos para reencontrar a minha Musa perdidos por falta de determinação, Amigos deixados por encontrar por adversidades varias, Espectativas de trabalho não acompanhadas pela realidade... Enfim uma merda...
Não tenho escrito mais por aqui pois não queria trazer esta onda de sentimentos para aqui, para algo que dedico á minha Musa, á minha Deusa, mas que fazer? A outra solução que me veio á mente foi o de apagar tudo isto... Também quem sentiria falta? Ninguém o le mesmo, muito menos quem eu o desejava que fizesse.
mas pensei que talvez seja só uma fase e pelo menos devo-o aos meus amigos que gostam de mim e do que escrevo... Mais uma vez o sentido de obrigação pelos outros...
Sou um tolo como muito poucos... A minha vida é em função dos outros e em função de uma moral própria e rigida... Não me lembro da ultima vez que fiz algo por mim, algo que possa dizer, porra fi-lo porque me deu bem na gana...
Aproxima-se um dia de um reencontro de uns amigos meus e de uma grande noitada no Queen's... Não sou muito disto mas desta ver vou deixar o alcool reinar... Vou deixar que me mate todas as celulas cerebrais que tormentam a minha existençia... vou deixar o velho morrer e surgir um novo, bom ou mau, inteligente ou ignorante... Seja ele qual for...
Tenho que mudar, ou morrerei duma vida honrada e orgulhosa, mas vazia e só sem alegria nem amor...
Perdoem o desabafo, leiam se quiserem, mas não posso deixar de escrever isto em algum lado... Tou farto de escrever de mim para mim, farto de não ser ouvido na escuridão dos meus dias...

Tou Triste

Posted por Lobo Mau às 05:39
| Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 19 de Fevereiro de 2004

Viagem á Invicta - Desabafo

De regresso ao trabalho, de regresso á velocidade...
Hoje fui ao Porto, era necessaria uma carrinha de 9 lugares em Lisboa que lá se encontrava. Bom, como alguém que gosta de conduzir lá me ofereçi para realizar o transfer. Calhou-me então levar para o norte uma carrinha comercial (uma Peugeot Partner), dum modelo que jamais havia conduzido. Foi giro, aliás é sempre giro conduzir algo pela primeira vez, embora sempre se prefira fazer estes trajectos numa boa maquina (tenho que apanhar um transfer num Passat ou num A4). E lá vai aqui o acelera... A1 em direcção ao Norte e prego na chapa... Após 2hr e 5mn (gosto de controlar os meus tempos) encontro-me na Invicta frente ás Antas. Nada mal 300 km em duas horas e con as condições lastimaveis da nossa A1. O problema surge na saida para o Aeroporto Sá de Carneiro... Bolas nunca acerto na saida que por sua vez está extremamente mal identificada, não gosto muito de fazer este trajecto por causa disso, perco quase o mesmo tempo para encontrar outro acesso que levo para chegar ao Porto... Pode ser embirranço meu, mas que raio de ideia de colocar o Aeroporto tão distante do raio da cidade... Uma vez lá sigo directo para Lisboa, carrinha de 9 lugares nas mãos e lá vai ele... Desta vez demorei mais, 2hr e 20mn... Muitos camiões nas estradas com ultrapassagens malucas. Sou capaz de ser acelera, mas sei quando ultrapassar e quando reduzir e ceder passagem, talvez seja impressão minha dos meus já muitos kilometros, mas conduz-se mesmo mal em Portugal.
Não sou dos condutores mais sensatos mas sei que sou razoavel... Tenho mãos para o que conduzo... O mais complicado é ver individuos que numa auto-estrada de apenas duas faixas não usam espelhos retrovisores nem piscas.
Bom pode ser que as novas exigemçias da D.G.V. nas escolas de condução mudem a maneira de se conduzir em Portugal... Até a minha...

Posted por Lobo Mau às 14:13
| Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 18 de Fevereiro de 2004

Novo Layout

LOL...
Espero que gostem do novo layout...
Também já consigo colocar fotos no meu Blog, por isso preparem-se...
Obrigado pelo apoio, e deixem aqui o vosso comentario acerca do novo Look do Blog do Lobo.

Watashi Ookami Kuroi Desu.

Posted por Lobo Mau às 20:55
| Comentar | Adicionar aos favoritos

Blogosfera

Tenho andado a passear pela Blogosfera, e tenho encontrado muita gente triste, magoada e só....
Acaba por pareçer parte da essênçia humana, agarrar-se ao passado em vez de se projectar no futuro... Agarrar-se aos que nos magoaram em vez de procurar-mos alguém que nos eleve... Amarmos os que não devem de ser por nós amados ou que não querem o nosso amor...
Conheço quem tenha sentido já que encontrou a sua alma gémea e que quando partilha dos seus momentos com essa pessoa sente duma plenitude indescritivel, no entanto ainda não o senti totalmente, apenas por um breve momento... Gostaria de sentir tal sensação, de forma a poder partilha-la aqui...
Fica aqui a mensagem que neste pequeno post tento transmitir...

- Sigam sempre em frente. O passado é morto e esteril.
- Ao encontrarem mesmo o menor momento de felicidade, saboreie-no.
- Vivam cada segundo como se fosse o ultimo da vossa jornada.
- Pensem sempre nas repercursões dos vossos actos nas vidas dos outros... Não magoem porque foram magoados.
- E por fim leiam sempre este Blog.... lol Brincadeira....
Posted por Lobo Mau às 15:32
| Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 15 de Fevereiro de 2004

Ridicularidades Masculinas

Está cientificamente provado que as mulheres necessitam de quase 3 minutos mais que os homens para atingir um orgasmo.
Todos os dias ouço coisas do género: "Comi aquela gaja!", "Aquela, partia-a toda!"
Que ridículo! Vendo bem as coisas, as frases correctas seriam "Comeu-me aquela gaja!" ou "Aquela, partia-me todo!".
Que arrogância a masculina, que mesquinhez a do Homem. A grande maioria dos homem pensa em sexo como uma forma de possessão sobre a mulher, como um triunfo atingido, mais um nome na sua lista de conquistas. Partindo do principio que as mulheres são mais dificilmente saciadas sexualmente do que os homens, e de que são elas as únicas capazes de fingir um orgasmo, chega-se á conclusão que a tão grande vaidade masculina é um dos grandes motivos de riso das mulheres. Imagino quantas vezes já estes indivíduos foram enganados por mulheres mais expertas que eles, quantas vezes ficaram a pensar que deram uma grande noite de prazer a esta ou aquela mulher, uma noite de prazer que ela jamais se esquecerá e no fundo que sai a rir é a própria mulher, que ansiosa de ver o fim a uma má aventura simula que se encontra satisfeita e acaba por se rir da inépcia do dito.
Sinceramente acho que era altura de compreender a realidade... A mulher é sexualmente dominante, poucos são os homens que possam ter realmente dados orgasmos ás mulheres com quem estiveram, pois apenas elas o poderiam dizer... A ideia fica, como é ridículo pensar que o prazer é unilateral... Algo que é feito em par deve dar prazer aos pares...
Não presumo dizer que sou um dos felizardos... Sinceramente não o sei... Sou apenas dos que tomaram consciência da realidade e que tenta, realmente tenta agradar aquelas com quem partilha os seus momentos...

Posted por Lobo Mau às 20:22
| Comentar | Adicionar aos favoritos

As pitas

Cada vez mais temo pela minha sobrinha. Sim, tenho uma sobrinhita que vive em minha cas e que ajudo a educar.
Já pensava em escrever este post á muito tempo mas sempre que aqui me sento para o fazer, o tema não me surge.
Tenho nos ultimos tempos, andado a visitar varios e diversos bares e discotecas da noite Lisboeta. Onde quer que vá lá encontro as chamadas Pitas... Rapariguinhas entre os seus 15 e 18 anitos que saem á noite com a esplicita intenção de beberem até não poderem mais. Não é que tal facto me chateie, afinal o Figado é delas, mas o que me entristeçe é ver que não sabem quando parar de beber e manterem-se conçientes do mundo que as rodeia. Quem ainda não viu uma rapariguinhas que automaticamente chamamos de pita, podre de bebeda numa discoteca a ser assediada pelos gaviões que preenchem as noites também? É lamentavel ver essas raparigas, num estado de inconçiencia alcoolica, a serem abusadas com toques e cariçias por esses individuos asquerosos que saem só com esse proposito. O pior em minha opinião é que no dia seguinte com uma enorme ressaca, provavelmente elas nem se lembrarão do que lhes foi feito e ao que estiveram dispostas, nunca tomando conçiençia da inconçiençia que fazem...
Espero ensinar a minha sobrinhita melhor do que tudo isto, dando-lhe o conheçimento da realidade que vai encontrar...
Assim resumindo, volto a dizer: Os Homens Não prestam...

Posted por Lobo Mau às 19:49
| Comentar | Adicionar aos favoritos

Perdido

Perdido num mundo perdido
Fiquei desde aquele dia
Que os conselhos de meu amigo
Passei a ignorar
Perdido num mundo perdido
Fiquei desde aquele dia
Que não ousei te conquistar.

Posted por Lobo Mau às 19:20
| Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais Uma Noite, Mais Um Sonho

Que loucura é esta que novamente me inflama a mente?
Mais uma noite que contigo sonhei, já nem sei o que pensar de mim mesmo... Estás tão perto e tão longe de mim, que a simples ideia se torna ridicula na minha mente.
Para ser sincero não sei o k sinto, já nem sei o que penso... Tudo isto é tão diferente da minha essênçia, quero evitar o que comigo se anda a passar, mas não o consigo. Penso que seja obcessão, mas no entanto não sinto maldade em mim mesmo, nada pretendo de ti a não ser o que me queiras dar... Sim é isso, quero saber o que queres e tens para me dar...
Escrevo aqui para ti pois sei que não vais ler... Não tens este link nos teus favoritos concerteza... Se o tivesses não escreveria o que neste momento escrevo.
Sim escrevo para ti que não les... Mas escrevo para ti, a pensar que talvez mais tarde o venhas a ler... O que torna tudo ainda mais confuso e sem sentido algum...
Dizem que falar com alguém desconheçido que apenas ouça é uma excelente catarse, ao certo não o sei, sei apenas que tal não consigo falar com alguém que não conheça, e assim o meu computador substitui essa pessoa, sendo também um metodo de apresentação do que comigo se passa ao meu meio intimo, aos meus amigos que me conheçem e me tentam ajudar... Todos os outros, não sei o que pensarão, mas isto é entre nós dois apenas minha Musa.
Mais uma noite sem aparente razão sonhei contigo novamente... Falavamos sobre um qualquer assunto, e como é do nosso apanagio, estava-mos exaltados um com o outro nessa conversa. Não nos estavamos a zangar, mas estavamos na nossa caracteristica e fervosa troca de opiniões, trocas de opiniões essas que por vezes me davam vontade de te estrangular e de ao mesmo tempo te tornavam tão interessante e sensual a meus olhos... A certa altura estamos sentados lado a lado, teus cabelos perfumados e a tua face junto á minha... Tal proximidade fez-me conter, e tu tal como sempre reparaste nisso, reparaste que hesitei, reparaste que vibrava dentro de mim, como apenas tu em toda a minha vida me fez vibrar... Paras de falar e encostas a tua cabeça no meu ombro com um suspiro, pousas as tuas mãos na minha perna e ficamos assim imoveis, eu a pensar em todos os teus cheiros, o do teu perfume, o do teu cabelo, o da tua essençia... Nada mais aconteçe, ficamos assim a partilhar este momento...
Que sonhos tão estranhos minha Musa... Tão estranhos e tão vivos na minha mente quando acordo... A minha explicação é de que devo de estar a ficar louco ou algo do genero, o tempo passou mas tu ficaste...
Será que ainda te lembras de mim? Será que ficaste com a ideia de que eu era apenas o ser cruel que demonstrava ser? Será que alguma vez olhaste para mim de uma forma diferente? Será que alguma vez me amaste?
Noutros tempos de loucura ousei pensar que me amavas, estupidamenet disse-to, mas nunca me sacrifiquei para te conquistar. Hoje como diz o titulo dete blog Uivo á Lua pensando no passado.
Porquê tenho de ser como os lobos? Porque será que não consigo avançar para o futuro sem resolver as questões do passado? Apenas tenho isto como certo: Frente aos teus amigos e todos os demais declarei alto e bom som que te amava, e hoje sei que isto era verdade.
Hoje não sei o que sinto, não sei o que faço, sei apenas que necessito de falar contigo e afastar estes sonhos que me fazem pensar durante o dia no seu significado.
Hoje e sempre escrevo para ti...

Posted por Lobo Mau às 10:15
| Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 14 de Fevereiro de 2004

Valentine

É bué tarde... Provavélmente deveria estar a dormir, mas não pude resistir a fazer mais um post...
Passou-se o dia dos namorados (O meu 22º que passo sem par - O que ando a poupar em prendas) e pensei cá para mim, - Que prenda teria dado á minha Musa?
A maioria dos casais, ofereçe flores, derrete imenso dinheiro em prendas carissimas, gasta balurdios nas discotecas que esta noite estavam a abarrotar... Mas tudo isso para mim me soa tão consumista, tão efemero, tão comum... Lembrei-me então do que me iluminou a noite de sexta-feira 13 para sabado 14... A lua, linda como jamais a vi, numa fase de quarto minguante explendorosa, romantica e sensual... Ai está a minha prenda para a minha Musa... Toda a minha essençia iluminada pela lua, cariçias num local á beira mar sob esta lua tão bela de se ver... Sob o luar beija-la-ia no pescoso ( Sim pam_morrison também gosto de vampiros Mitológicos... lol), sentir seu corpo vibrar ao meu toque e dizer-lhe no ouvido que a desejava e que naquela noite nada mais poderia existir do que eu, ela e o ardor dentro de nós, ardor no dia-dia sofucado em nossos corpos.
Sei o k gostaria de receber neste dia de lembrança do amor... Nada mais e nada menos do que o que apenas tenho também para oferecer... Eu mesmo e receber a totalidade tão envolvente da minha Musa...
Pensamentos de um louco só... Talvez... Ou será de um romantico?

Posted por Lobo Mau às 20:20
| Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 13 de Fevereiro de 2004

Back In business

YESSSSSS
Depois de algum tempo de inactividade vou voltar á batalha do dia-dia... Embora não seja a proposta que penso mereçer, já não consegui algo de mau... Sendo mau os dois ultimos sitios onde trabalhei... VAMPIROS...
Assim o meu tempo e os meus posts seram agora mais irregulares. No entanto a pedido de varias familias, irei tentar pelo menos postar algo todos os dias, não o posso garantir mas fica a tentativa.

Posted por Lobo Mau às 15:43
| Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2004

The Sun

Acho que tenho mais jeito para poemas mais sombrios... Mas mesmo assim aqui fica um ensaio...

Hail to you mighty Sun
Bless us with your warmth,
Let finally spring come.
And under your most precious gaze
we all shall blossom
And until autumn live in daze.
May teh bees exit their hives
And with harvested polén
Bring sweet honey to our lives.
May you during the night
forget us not, and the whole time
With the moon present us with your light.
Hail to you mighty Sun
May your warmth unite us,
Unite us as one...

Posted por Lobo Mau às 14:37
| Comentar | Adicionar aos favoritos

Outra tarde

Acabado o post anterior, parei para pensar...
Estive a ler "The Picture Of Dorian Gray" de Oscar Wilde, e nesta obra (ainda só vou no 3º capitulo) Dorian Gray encontra um Amor que não se explica bem e que é de uma adoração e intensidade enorme... Juntando isto com o meu post anterior, encontrei uma outra tarde da minha vida que me marcou e que adorei (Será que não foi uma manhã? Não faz diferença!).
Vivia um amor profundo nessa altura, um amor por mim tornado irrealizável. Ela nessa altura a meus olhos uma entidade divina, pois possuía as características de uma verdadeira deusa grega... Era inteligente, bem disposta, compreensiva, vibrante, com um pouco de loucura, por vezes chata e embirrante, havendo dias de acha-la detestável... Tal como a uma deusa grega, capaz do melhor e ao mesmo tempo do pior... E tudo isto eu adorava com todo o meu ser como o podem testemunhar os meus amigos de agora e de então...
O momento especial ocorre quando a determinada altura sem ter sido tal situação por mim criada, literalmente aquela que amava me cai no braços... Tantas vezes tentei descrever a mim mesmo claramente o que então senti. Nada mais impossível. Como descrever o parar do tempo? Como descrever o turbilhão de emoções que me percorreram assim que senti o cheiro da sua pele, o toque dos seus cabelos na minha face? Nada mais existia para além de nós os dois, senti-a a repousar o seu corpo nos meus braços, num sentimento de confiança que jamais consegui classificar, senti o seu à-vontade nos meus braços e nenhuma vontade deles sair... Não sei como era a minha expressão (dizem que exprimo os meus sentimentos na minha face quando estes são muito intensos), mas a minha felicidade nessa momento era completa, nada mais poderia desejar a não ser partir dali com ela nos meu braços e leva-la para algum sitio secreto, apenas nosso.
Após o sonho vem a realidade, a crua e dura realidade... A magia do momento foi obrigada a ceder á factualidade da realidade presente... O namorado e o seu suposto amor olhava-nos, sem muita satisfação (nunca percebi porquê... lol). Então calmamente com a minha serenidade abalada, carinhosamente a pousei no chão. Creio que lhe perguntei num sussurro se estava bem, não me lembro bem, mas sei que o que ais me apetecia era ali naquele momento dar-lhe um beijo e não a deixar partir... Chicoteei os cavalos da paixão e puxei a mim as rédeas do bom senso, acalmei-me e deixei-a partir...
Já encontrei muitas mulheres desde então, já me relacionei com a minha parte delas, mas ninguém me deu momento/s tão mágicos quanto este...
A doença que meu amigo Jójó diz no seu Blog que sente vai para quatro anos é realmente contagiante e embora toda a minha vida anterior a esse momento a tenha passado a desenvolver um escudo e uma armadura de antídoto contra ela, tudo foi em vão... Fui nessa altura apanhado como um peixe no anzol, quanto mais me debatia, mais o anzol me agarrava...

Platão escreveu:
"Apenas os mortos viram o fim da guerra."
Eu acrescento
"E também do Amor"

Credo ando mesmo lamechas.... rsrsrs

Posted por Lobo Mau às 14:05
| Comentar | Adicionar aos favoritos

Esta tarde

Que tarde passei eu hoje... Após o meu telefonema e o post, todos aqueles que estão dentro da pequena centelha do universo que é a minha vida, entenderam o seu significado... Passei assim uma tarde a receber chamadas telefonicas e felicitações por MSN...
Sempre me julguei superior a este sentimento que sinto dentro de mim, mas não consigo evitar... Estou euforico, sinto o apoio dos meus amigos, colegas e familiares... Sinto-me querido e desejado, apoiado e "confiado"... Como posso não estar esperançoso quando todos o estão por mim? Seria sacrilégio para com os seus votos...
Foi sem duvida, embora comum, uma das melhores tardes da minha vida de 22 Outonos...
Thanks
Merci
Domo Arigato
Graçias
E acima de tudo Obrigado.

Posted por Lobo Mau às 13:37
| Comentar | Adicionar aos favoritos

O ansiado telefonema

Finalmente...
11:00 Da manhã e seguido por um toque de quem não conheço o numero, recebo a chamada que tenho estado a aguardar estas ultimas semanas. Atendi sem saber quem era pois não reconheçi o numero, também não ouvi directamente a voz que esperava... Mas a chamada lá estava, e o seu tema o tão esperado.
Amanhã da parte da tarde irei ver se mais uma vez consigo elevar a minha vida... Um regresso ao trabalho, com uma serie de bons profissionais, pessoas que definitivamente me querem a trabalhar com eles, muito fixes mesmo. Mas sem grandes expectativas, falta-me agora aguardar o dia de amanhã e o seu final...
Pois é pode ser que os meus Posts de amanhã de noite possam já ser bem diferentes... Pode ser que sejam de um conteudo mais virado para o Futuro em vez do Passado...
Só resta aguardar...

Posted por Lobo Mau às 03:35
| Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2004

Sacrificio e Orgulho

Ainda em casa... A coisa não tá a ir bem.
Aqui á tempos meti, por mim e por outros a cabeça no Bloco e acabou por rolar... A minha esperança era de mudar algo com a minha atitude determinada, com o meu temperamento tempestuoso e acima de tudo com a minha coragem... Ninguém me seguiu (como de costume... lol). Todos se maravilharam com a atitude mas ninguém se chegou á frente...
Agora ficam as queixas dos que ficaram e que deixei de proteger... Assim como as minhas refleções sobre o que poderia fazer de diferente, sem me prejudicar tanto... Mesmo que não ajuda-se os outros... No final de contas acabo por me rir, pois por mais que reflita sobre tudo isto, vejo que esta foi a escolha mais acertada, e que de facto era inevitavel... Era uma questão de tempo...
Ohhh Glória onde te escondes?

Posted por Lobo Mau às 07:54
| Comentar | Adicionar aos favoritos

Wolfshaped

Howling at the moon
In the darkest nights
No comfort in my heart
Is ever to be found
Godless, a profane
I still live, the wicked’s bane.

Wolfshaped am I
As dark as a pit at night
With my teeth and fangs
To sustain this life
Like a pagan demon
Of ages long past
I rule the night at last.

Posted por Lobo Mau às 07:47
| Comentar | Adicionar aos favoritos

Circunstançias

É engraçado como as circunstâncias mudam as pessoas... Ou talvez não...
Seguindo a história desde o inicio, começa esta no dia em que um amigo meu me apresenta a sua prima, uma rapariga que achei formidável diga-se de passagem, inteligente, bem humorada e por sinal atraente também... Cativou-me á primeira vista...
Não me recordo exactamente como foi a sequência dos acontecimentos seguintes, mas ás tantas já estávamos envolvidos um com o outro... Não era uma relação propriamente dita, mas ela fazia-me sentir bem e confortável ao lado dela, e eu penso que lhe conseguia fazer transmitir o mesmo... As diferenças nos nossos hábitos e estilos de vida afastaram-nos um do outro, mas ficou sempre aquela ternura de minha parte, sempre aquele, será?
Ao fim de uns meses voltamos a encontrar-mo-nos, fomos beber um copo para a Expo e dar um passo de dança (fica a referencia de que danço mal). Tenho a certeza que não esperava que tudo estivesse na mesma, mas afinal os tokes e os SMS iam andando pelo ar, e assim como assim esperava que se mantive-se um clima agradável entre nós que se mantive-se a mesma cumplicidade de dumas mentes semelhantes, mesmo que não ouve-se já o chamado click.
Ao lá chegar lá estava ela mais as suas colegas de curso, e como dançar não é muito o meu forte nem o do meu amigo, vamos ao bar... A noite prossegue sem eventualidades e sem grandes avanços meus pois apercebi-me que não havia muita recepção na minha “onda”. Tudo bem já o esperava... O tempo passa as pessoas mudam...
Já no final da noite chega a altura de fazer o serviço de motorista. O carro em que tínhamos ido era o meu (o meu carro de serviço... mas estava sóbrio), Lá ia eu a conduzir.
Por portas e travessas como se costuma dizer, lá consegui estar com ela sozinho no meu carro, e claro lá tentei travar conversa... Surpresa minha sou contemplado com uma atitude de desprezo e de mau-humor incrível e que jamais teria esperado...
Nada comentei com ela, para que? Não gosto de estar com muitas explicações ou esclarecimentos... O meu amigo pergunta-me como a coisa correu (o sacana é lixado, quer cabalaxo ;-)), e claro comento com ele o que se passou, o que até ele estranha... Umas semanas mais tarde, ele aparece com a resposta... Aparentemente uma situação amorosa mal decorrida tinham estado na fonte do tratamento que recebi... Bolas, e eu com isso? Que raios tenho eu a ver com essa cena? Posso tentar ajudar se me pedirem ajuda... Posso compreender que as pessoas prefiram estar em silêncio, mas que me tratem com desprezo não... E a coisa por aqui ficou.
Escrevo isto aqui hoje pois com essa situação e mais umas frequências da Universidade, o contacto tinha mesmo quase sido extinto... No entanto hoje recomeçaram os tokes... Hoje depois da ultima frequência...
Afinal qual é a nossa?????

Posted por Lobo Mau às 07:33
| Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 10 de Fevereiro de 2004

Fashion TV

Mais uma vez, fui tomar á Expo um café com um amigão meu...
Quase todas as noites o temos feito, partilhando assim as nossas discussões e opiniões variadas, comentando um com o outro o nosso dia-dia e tudo o mais que dois amigos comentam. Normalmente paramos no Cool Café, que por regra geral tem um som bastante fixe (e eu que odiava este tipo de som), e um Barman super porreiro e atencioso. Claro está o meu interesse nesse bar está longe de ser o Barman, mas sim a rapariga que penso ser filha de um dos patrões (pelas suas fisionomias) e que passa as noites a recolher das mesas os copos e a passear o seu corpo que acho adorável... Porém, nesta segunda-feira pareciam estar fechados e acabamos por estar a tomar café num sitio não tão da minha preferência que é o Marines... O mais engraçado neste Bar é o seu projector de parede que apresenta sempre um enorme canal televisivo...
Esta noite a saída para o café foi diferente, o meu amigo estava mais introspectivo do que costume, e assim acabamos por passar a maioria do tempo em silêncio... Ora enquanto ele pensava com os seus botões nos seus desaires eu ia vendo o Fashion TV, visto o Bar estar vazio e não poder observar os nativos (como gosto de chamar). Sorte ou azar o Fashion TV estava a passar sessões fotográficas de lingerie e está claro mulheres resplandecentes e altamente “apetecíveis”. Com o passar do tempo ia eu enchendo os olhos de seios esbeltos, rabos preciosos e barriguinhas lisas (e o que eu adoro uma barriguinha lisa), até que me sai algo dos lábios como estas “gajas” são um espectáculo. Sem contar o meu amigo responde com algo que me deu que pensar: “- Pudera são escolhidas a dedo!”
Concordei com ele na altura, mas fiquei a pensar cá para mim... Bolas a mim nunca me tocou alguém assim... Até passado algum tempo de introspecção, me apercebi do total significado da frase que foi a minha resposta, afinal elas são escolhidas a dedo, seus corpos moldados para se tornarem atraentes e esbeltos, apetecíveis mesmo, vendendo não só uma Lingerie, mas também um corpo de desejo quer para homens ou mulheres.
A conclusão de meus pensamentos acabou por ser, que bela e apetecível é aquela mulher que não moldou o seu corpo, não faz dietas astronómicas nem passa os seus dias em ginásios preocupada com a sua figura e peso, apetecível e esbelta é aquela que faz o seu dia-dia despreocupada com a sua imagem, e que consegue ter uma sensualidade que salta á vista. Estas sim são as verdadeiras Princesas e Musas de inspiração, as verdadeiras obras de arte da natureza...
PS: Perdão a todas as que não correspondem a este perfil, mas tudo isto é uma opinião apenas... Todos temos o nosso diamante interno, e em todos ele é diferente...

Posted por Lobo Mau às 10:00
| Comentar | Adicionar aos favoritos

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.Uivos recentes

. Lembranças

. Para aminha Canuca

. Uma questão de confiança

. The game its on.

. High Heels Effect

. Two weeks later

. Sonolência, ou não

. ...

. Nada é gratuito neste mun...

. Bonança

.Links Recomendados

.Arquivos

. Maio 2010

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Agosto 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

blogs SAPO