Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2003

Abandono

As minhas desculpas aos meus amigos que acompanham regularmente o meu blog...
Longe de abandona-lo estive a organizar coisas na minha vida de modo a apresentar aqui um pensamento coerente e estruturado...
Um abraço a quem lê...

PS: Ainda aguardo os vossos comentarios.....

Posted por Lobo Mau às 05:22
| Comentar | Adicionar aos favoritos

Glórias de Outrora

Batalhas de outrora erguei-vos agora, na escuridão do presente, trazei de volta o esplendor das glórias de meus antepassados...
Pobre de mim por ter de testemunhar, dias tristes e descontentes, nos quais as Honra e a Glória de tempos idos se perdeu. Dias nos quais sem motivos e sem coragem, as pessoas se arrastam no seu quotidiano. Dias nos quais, os outrora considerados sábios, são chamados loucos, velhos ou tolos.
Tolo eu sou por me apegar a valores perdidos no tempo, valores desconsiderados, e desactualizados. No entanto mais tolo sou, pois minha tolice é razão de viver, é o meu fogo que queima por dentro, é o combustível do meu motor. Orgulhosamente só, sigo em frente, encontrando outros, poucos, como eu. Reconhecimento e amizade são encontrados, naqueles que tal como eu conhecem o trilho, trilho da integridade e coerência.
Heróis, todos temos heróis, não serei o herói de ninguém a não ser de mim mesmo, orgulhoso do que fiz e do que faço, olhando os céus com coragem.
Mas a estrada continua, da porta donde começou, sem escolha possível eu a sigo, num orgulhoso caminhar, com a prontidão do guerreiro, para alguma batalha travar.

Posted por Lobo Mau às 05:19
| Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 23 de Dezembro de 2003

O Poder do dinheiro

Sonhos de criança perdidos na realidade do dia-dia. Sonhos de grandeza, honra e louvor, perdidos na necessidade de manter e sustentar uma familia.
Nunca na minha infançia pensei, ter de manter situações insustentaveis, manter pessoas que olham para mim com respeito numa situação ingrata numa epoca como o natal.
Jámais desejei coordenar vidas e gerir pessoas, nunca tal procurei mas tal como tudo o resto sempre encontrei aquilo que não desejo. Chefias e responsabilidades são-me atribuidas tal como as folhas caem ao chão no outono e meu orgulho e vontade de desafio, acabam sempre por ganhar e acabo por aceita-las com algum agrado.
O ridiculo começa quando circunstançias por outros criadas tem de por mim serem soluçionadas, e como sempre vem o Lobo, de pelo eriçado, na linha da frente, debater-se com o problema e tentar achar a melhor solução.
Assim, muito tristemente, assumo que o dinheiro tem uma influençia enorme na minha vida.
Vergonha da criança, desgraça do homem, o dinheiro gere as vidas.

Posted por Lobo Mau às 03:30
| Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2003

Venus

Vénus, deusa majestosa, escuta agora as palavras deste filho de Marte.
Nesta data compreendi o que a vida tentou me ensinar, que apenas por ti vale a pena lutar. Como filho de marte lutei e guerreei, para nada conquistar. Pouco ou nada na minha vida criei, pois sem o saber nada podia criar. Na escuridão em que me encontro, procuro por ti, pois só tu me podes levantar, Marte meu ex-protector, com a minha vida acabou de brincar, deixando-me assim sem guia e sem saber em que acreditar.
Com a ferocidade que Marte me ensinou, firme me mantive, a borrasca veio e foi e eu permaneci, orgulho e honrado desde que nasci. Nada mais espero hoje alcançar a não ser a tua conquista, pois tudo o que possuo é teu, embora nada tenha para oferecer.
Nunca me havia percebido quão vazia estava minha vida sem te ter perto de mim, mas todas as mulheres que conheci sem eu saber davam-me um pouco de ti.
Comum Mortal sei que sou, inadequado para o amor de uma deusa, mas a mortalidade é benção, pois chegado o meu fim em ti a lembrança de mim ficará, tornando-me assim imortal, e então nosso amor não teria fim.

Posted por Lobo Mau às 18:20
| Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 8 de Dezembro de 2003

Sereia

Ó sereia que vives no mar
Chega-te á praia,
Vem minhas palavras escutar.
Em meus sonhos também resides,
Linda como ninguém,
Indiferente aos meus desejos
Olhando os homens com desdém.

Minha alma anseia por ti,
Para partilhar-mos os mares,
E com a nossa paixão,
Com a terra os unificares.

Criaturas terrestres
E criaturas marinhas
Seriam então iguais
Aos meus e teus olhos.
O que desejar mais?

Mas tudo é futil
Contigo apenas em meus sonhos
E eu acordado inutil
Mantendo assim os dois reinos separados.

Posted por Lobo Mau às 08:34
| Comentar | Adicionar aos favoritos

A Chuva

Chuva e trovões
Fecham-me em casa
Trazem-me recordações
De momentos quentes
Em dias frios
Que agora relembrados
Foram tão esguios.

A cada gota
Uma nova lembrança
De dias passados
Dos meus dias de criança
Olhar o céu cinzento
Pareçe mentira
Mas traz-me alento,
Faz-me sempre lembrar
Que o importante na vida é sonhar.

Posted por Lobo Mau às 08:22
| Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 6 de Dezembro de 2003

O Opiario

Por isso eu tomo Ópio
É um remédio
Sou um convalescente do momento
Vivo no rés-do-chão do pensamento
E ver passar a vida faz-me tédio

Álvaro Campos In Opiario

Nunca fui grande aluno de Língua Portuguesa, honestamente era a disciplina que mais me irritava, e a língua de que menos gostei de aprender. No entanto ouve autores que me fizeram pensar duas vezes, autores portugueses tais como Virgílio Ferreira e mais ainda Fernando Pessoa.
Embora possa parecer muito rude, queria deixar aqui um esboço de Fernando Pessoa. Tal como muita gente brilhante que passou por este planeta, foi e ainda é considerado por muitos um louco. No entanto Fernando Pessoa, uma pessoa introvertida, que dentro de si alojava mais vidas do que talvez o seu corpo pode-se conter, facto de tal é a evidencio de todos os seus heterónimos, pessoas dispares que viviam no seu intelecto sendo no entanto parte dele mesmo. Personalidade múltipla? Talvez, mas qual de nós não acordou um dia na sua vida a achar-se diferente do dia anterior? Quem nunca acordou a agir, pensar e conviver de forma diferente ao seu habitual?
Na minha opinião Fernando Pessoa era um génio contido num corpo demasiado pequeno para todo o seu potencial, nunca podendo ser vislumbrado por nós o seu total valor. Fica-nos toda a sua obra, ainda não totalmente publicada, armazenada ainda parte no seu baú. Assim gostaria de Evidenciar aqui a Mensagem, Obra patriótica que seria uns Lusíadas actuais... Leiam e contemplem uma mente de mestre.

Posted por Lobo Mau às 14:19
| Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 4 de Dezembro de 2003

Aquela Que Não Esqueci

Todas as mulheres que amei
Nenhuma delas jamais esquecerei
No entanto uma delas
Muito me marcou
Sem eu nunca ter sabido
Se alguma vez me amou...

Por ela esperei
E não receio dizer
Que por ela chorei
Meus amigos me confortaram
Meus amigos me apoiaram
Mas dentro de mim sempre soube
Que apenas de mim dependia
Batalhar sem descançar
E que ela um dia me olharia

De todos os meus companheiros
Apenas eu fiquei só
Só fiquei com os meus receios
Hoje já sei o porque.
Só fiquei porque falhei
Nunca mostrei o suficiente
O quanto a amei.

Hoje anos depois
Estou mais calmo e sereno
Pensando em nós dois
A idade trouxe maturidade
Maturidade ensinou a criança
Essa criança eu
Que vivo com a esperança
De amor renovado
Amor esse que pelo tempo
Jamais foi maculado.

Dedicado á mulher que marcou a minha vida e que jamais consegui esqueçer.
Gostaria de poder ler-lhe pessoalmente estes versos, mas o futuro o dirá possivel ou não.

Posted por Lobo Mau às 08:29
| Comentar | Adicionar aos favoritos

Afastado

Os dias tem passado e a minha vida pessoal e profissional têm-me afastado do meu blog.
Por vezes temos de dar prioridades ao que nos irá encher o estômago... Lamento-o imenso mas não consigo escapar a essa realidade.
O meu amigo Jójó tem mais um post. Magnifico por sinal e recomendo-o a todos, e como tal poderão encontrar apartir de agora o seu link no meu próprio Blog. Façam um esforço e comentem os seus textos... São eles que nos dizem se estamos a ser ouvidos e da pregnaçia das coisas que postamos.
Estou neste momento a preparar outro post ainda para hoje, por isso, vão dando uma vista de olhos...

Posted por Lobo Mau às 08:15
| Comentar | Adicionar aos favoritos

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.Uivos recentes

. Lembranças

. Para aminha Canuca

. Uma questão de confiança

. The game its on.

. High Heels Effect

. Two weeks later

. Sonolência, ou não

. ...

. Nada é gratuito neste mun...

. Bonança

.Links Recomendados

.Arquivos

. Maio 2010

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Agosto 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

.Moon Fases



lunar phases
 

.Contador de Uivos

Jewish
Sony Ericsson w300i
blogs SAPO